Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 13 de agosto de 2016

Faltam só 9 dias para o primeiro voo comercial do A380 no RIOgaleão.

A Air France traz, pela primeira vez, o Airbus A380 em um voo exclusivo de Paris para o Rio de Janeiro no dia 22 de agosto. Esse voo especial vai levar o time olímpico francês e torcedores de volta para casa, assim como os outros clientes viajando à capital francesa nesse dia.
O A380 tem capacidade para transportar até 516 passageiros e vem em substituição ao A330-200, que tem capacidade para 208 passageiros, sendo assim a empresa oferece um aumento de 308 assentos no trecho nesse dia. Pela primeira vez, a Air France operará o superjumbo entre estas duas cidades.
O voo procedente de Paris pousa no Galeão às 20h15. A decolagem acontece no mesmo dia, às 23h45 de volta para a capital francesa.
Feito como esse será possível graças ao empenho da RIOgaleão e dos órgãos reguladores, que garantiram as adequações no aeroporto para habilitar a operação de aeronaves da categoria. O RIOgaleão foi o primeiro aeroporto do Brasil autorizado a receber operações comerciais do gigante da Airbus.
O RIOgaleão já havia recebido uma visita do Airbus A380 antes, em 2012, no entanto a operação foi realizada por um protótipo da Airbus e visou à demonstração da aeronave da fabricante europeia.

fonte:aeroin

A6-EON Emirates Airbus A380-861

Emirates
Airbus A380-861
A6-EON (cn 188) 
Munich - Franz Josef Strauss (MUC / EDDM) , Germany 
11 July, 2016

A6-EOY Emirates Airbus A380-861




Emirates Airbus A380-861 [A6-EOY (cn 209)  Rome - Fiumicino (Leonardo da Vinci) (FCO / LIRF),Italy
28 June, 2016

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Blue Angels F/A-18 Hornet fighter jet. vs Chevrolet Corvette ZR1


Boeing 747 Pousando e Decolando – ATLAS AIR


PILOTO MOSTRA SUA HABILIDADE POUSANDO COM VENTOS FORTE EM AMSTERDAM'S SCHIPHOL


Azul decola primeiro voo sem escalas para Lisboa e marca chegada à Europa.



Em mais um marco de sua história, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras decola hoje seu primeiro voo com destino a Lisboa, capital de Portugal. A chegada à Europa se dá a partir de São Paulo (Campinas), inicialmente em três voos semanais, que serão ampliados para cinco a partir de 7 de julho. Os Clientes chegarão a Lisboa a bordo dos jatos Airbus A330 completamente novos (confira abaixo mais detalhes sobre a aeronave).

Para celebrar a estreia do voo, a Azul distribuiu pastel de nata – um dos doces mais famosos da gastronomia de Portugal – aos convidados no evento realizado no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, em parceria com a doçaria portuguesa Casa Mathilde. Já a bordo da aeronave, a companhia servirá, na Azul Xtra Business Class, o uísque single malte Glenfiddich. Além disso, duas garrafas do produto serão sorteadas, uma na classe executiva e outra na econômica. A distribuição a bordo e o sorteio são apenas para maiores de 18 anos.

“A inauguração do voo para Lisboa é um marco muito importante dentro do nosso planejamento estratégico para operações internacionais. Abrimos as portas da Europa aos brasileiros por meio de Portugal, onde temos a TAP como parceira para levar nossos Clientes ainda mais longe. O último voo regular para Lisboa operado de uma companhia aérea brasileira foi há dez anos, o que torna este momento de retomada ainda mais especial”, destaca Antonoaldo Neves, presidente da Azul.

O grande diferencial da operação é a ampla conectividade da malha aérea, que levará os Clientes a dezenas de países, sobretudo na Europa, além de diversas cidades de todas as regiões do Brasil. Na capital portuguesa, os Clientes da Azul contarão com ligações da TAP Portugal e TAP Express para mais de 80 destinos em 35 países, por meio do codeshare firmado recentemente.

Já a Azul oferece em São Paulo (Campinas) – seu maior centro de distribuição de voos – mais de 150 decolagens diárias para mais de 50 destinos domésticos, além de Fort Lauderdale/Miami e Orlando (Estados Unidos), Caiena (Guiana Francesa), e, a partir de 1º de julho, Montevidéu (Uruguai).

As tarifas de ida e volta estão disponíveis a partir de dez parcelas de R$ 196,30* ou 60.000 pontos do TudoAzul**. Pacotes*** de sete noites, que incluem hospedagem e city tours em Lisboa podem ser adquiridos por meio da Azul Viagens, operadora de turismo da Azul.

Acúmulo de pontos – Desde o início do mês, os programas de vantagens da Azul (TudoAzul) e da TAP (Victoria) são parceiros. Agora, nos voos operados pelas duas aéreas, os Clientes podem escolher se querem acumular pontos no programa TudoAzul ou no Victoria. Além disso, podem usar seus pontos para resgatar passagens para qualquer destino operado por qualquer uma das duas companhias.

Novo produto – A bordo dos jatos A330 completamente novos, os Clientes da Azul terão uma experiência exclusiva em três classes de serviço: Azul Xtra Business Class, Economy Xtra e Economy. Apresentados em outubro, os aviões remodelados estabelecem um padrão único em termos de tecnologia e conforto e traz inovações nos sistemas de entretenimento e iluminação a bordo. As novidades da Azul garantem aos Clientes a melhor opção disponível no mercado brasileiro.

Na Xtra Business, por exemplo, os Clientes encontram uma verdadeira, confortável e privativa cama, com reclinação de 180° (a configuração é 1-2-1, com acesso direto aos corredores). O sistema de entretenimento é o Panasonic eX3, a solução tecnológica mais avançada hoje na aviação, operada por sistema Android e que tem uma novidade única da Azul em âmbito global: o sistema Picture in Picture. Enquanto assiste a um filme, por exemplo, o Cliente poderá selecionar outra produção e acompanhá-las simultaneamente, com uma das opções reproduzida em tela minimizada.

Ainda, em todas as classes, estão disponíveis saídas de energia de 110v e portas USB. As poltronas, dispostas na configuração 2-4-2 na Economy Xtra e Economy, têm a separação entre fileiras dentro do padrão de conforto que faz a Azul ser lembrada quando o assunto é espaço individual.

O destino – A capital portuguesa oferece diversas atrações a quem a visita. A cidade tem muitas opções para quem busca cultura e gastronomia, com passeios por pontos turísticos, como a Torre de Belém, onde, nas redondezas, se pode degustar os famosos pasteis de nata; o Castelo de São Jorge; e os bairros Alto e Chiado, famosas regiões de Lisboa.



Confira, a seguir, detalhes do voo para Lisboa (horários locais):


Campinas – Lisboa
OrigemSaídaDestinoChegadaFrequência
22 de junho a 1º de julho
Campinas17h00Lisboa7h00Quarta, sexta e domingo
A partir de 3 de julho
Campinas17h00Lisboa7h00Segunda, quarta, sexta e sábado
A partir de 7 de julho
Campinas17h00Lisboa06h55Segunda, quarta, quinta sexta e sábado
A partir de 16 de outubro
Campinas18h00Lisboa7h00Segunda, quarta, quinta, sexta e sábado

Lisboa – Campinas
OrigemSaídaDestinoChegadaFrequência
23 de junho a 2 de julho
Lisboa11h00Campinas17h35Segunda, quinta e sábado
A partir de 4 de julho
Lisboa11h15Campinas17h50Segunda, quinta, sábado e domingo
A partir de 8 de julho
Lisboa11h15/Campinas17h10Segunda, quinta, sexta, sábado e domingo
A partir de 17 de outubro
Lisboa11h00Campinas18h35Segunda, quinta, sexta, sábado e domingo

DestinoHotelDiasInclui:OrigemSaída Valor total
LisboaVIP Executive Zurique8 dias / 7 noitesTraslado aeroporto / hotel / aeroporto + City Tour Lisboa; café da manhãSão Paulo (Campinas)15 de setembroR$ 2.950,00 (10x de R$ 295,00) ou 118.000 pontos
LisboaVIP Executive Diplomatico Hotel8 dias / 7 noitesTraslado aeroporto/hotel/aeroporto; café da manhãSão Paulo (Campinas)21 de julhoR$ 4.317,00 (10x de R$ 431,70) ou 172.680 pontos
LisboaPalacio Estoril Hotel Golf e Spa / Dom Pedro Palace8 dias / 7 noitesCafé da manhãSão Paulo (Campinas)28 de julhoR$ 5.464,00 (10x de R$ 546,40) ou 218.560 pontos
Algarve / LisboaDom Pedro Portobelo / Dom Pedro Palace8 dias / 7 noites3 noites no Dom Pedro Portobelo + 4 noites no Dom Pedro Palace; café da manhãSão Paulo (Campinas)6 de outubroR$ 3.897,00 (10x de R$ 389,70) ou 155.880 pontos





Confiram Algumas FOTOS:


Créditos:
 AEROIN

Gol registra queda de 13,4% nas decolagens até maio

A Gol divulgou dia (21) os números prévios de tráfego de maio de 2016 e também do acumulado do ano, ambos em comparação com o mesmo período do ano passado.

Emerson Souza
 

De acordo com a companhia aérea, houve queda de 13,4% no volume de decolagens no sistema total e também no total de assentos disponibilizados ao mercado no acumulado do ano. Em maio, a queda no volume foi de 21,3% e de 21,2% no total de assentos disponibilizados.

No mercado doméstico, a Gol registrou uma redução de 6,3% na oferta em maio e de 66% no acumulado do ano. A demanda doméstica, por sua vez, teve queda de 7,7% no mês e de 8,8% no acumulado, com taxas de ocupação de 75,8% e 76,8%, respectivamente.

A oferta e a demanda da Gol no mercado internacional em maio de 2016 reduziram 8,8% e 8,4%, respectivamente, o que fez com que a taxa de ocupação chegasse a 67,6%.

No acumulado do ano, a oferta teve queda de 16,5% enquanto a demanda recuou 11,4%, levando a taxa de ocupação a 75,6%.


Fonte: PANROTAS

Ex-piloto da Varig mantém acervo raro da aérea





A Varig é uma daquelas empresas brasileiras que mora no coração de quase tudo mundo do Turismo. O fato de a empresa ter sido a primeira companhia aérea brasileira faz com que surja aquele ar um tanto quanto saudosista quando se fala da companhia.

Foi com esse clima de paixão que o ex-piloto e coordenador de Voos da empresa, Sergio Knoch (52) montasse um acervo com mais de 1 mil peças raras e únicas que eram da empresa e, claro, contam um pouco de sua história.

O profissional acredita que esse seja o maior acervo da companhia aérea da América Latina. “Existem outros colecionadores no País, mas a maioria faz de todas as companhias aéreas. O meu é só da Varig e é ainda maior que o do museu de Porto Alegre, que hoje está fechado”, comenta.



Knoch começou a coleção em 1989, seis anos depois que entrou na empresa. A primeira compra do então funcionário da Varig foi a réplica de um dos aviões usados pela companhia. Como não era vendida no Brasil, tanto essa peça - quanto outros itens da coleção - vieram do Exterior. “A maioria dos itens que eu queria não tinha no Brasil e algumas vezes eu tinha medo de pedir para enviar pelo correio, já que a peça poderia chegar danificada. Já fui até a Alemanha buscar itens para o acervo”, conta ele.

A coleção inclui 580 peças da propaganda (de 1939 a 2005), 59 bandejas de serviço de bordo completas, 80 aviões, 56 chaveiros, 80 canetas e até mesmo o tucano que era usado como garoto propaganda da empresa.

“Foram fabricadas apenas 200 peças do tucano, e uma delas está aqui. As outras, aliás, ninguém sabe onde estão”, afirma Knoch.

DOAÇÕES
Enquanto comprava peças, Knoch também era surpreendido com doações de ex-funcionários. Por meio das redes sociais, ele divulga o acervo e deixa com que as pessoas compartilhem a informação para, então, angariar mais itens.

“Muitas pessoas que têm antigos itens da Varig entram em contato comigo para doar. E quando eu recebo, geralmente pelo correiro, posto nas redes sociais com o nome do doador e fica catalogado aqui também de onde ela veio e qual era a função”, explica.



Um dos momentos mais emblemáticos até agora, segundo Knoch, foi quando um doador de Porto Alegre queria enviar um avião que tinha um metro e meio de altura, o que fazia do frete um verdadeiro problema. O caso, porém, teve um final feliz, graças a uma rede de amigos que decidiram fazer doações para o que fosse possível o envio da peça.

O ACERVO
Knoch mora em São Paulo e seu acervo está aberto para todos que queriam visitar o local. A peças ficam em um cômodo especial da casa, que acabou sendo chamado de “quarto da Varig”. Para combinar uma visita é só entrar em contato com o ex-piloto por e-mail ou pelas redes sociais (clique aqui para acessar o perfil pessoal de Sergio Knoch). Antigos funcionários da companhia aérea, agentes de viagens e operadores estão entre os que mais visitam o local. 



Dentre todas as peças, as prediletas do ex-piloto são a bandeja do serviço de bordo do Constellation, as taças de cristal, as peças de porcelana e as medalhas comemorativas do lançamento de novos voos, incluindo a da ponte aérea Rio-São Paulo.

A ideia de criar o acervo surgiu para manter viva a história de uma das mais importantes companhias aéreas do País. Para Knoch, a Varig lhe proporcionou tudo o que ele tem e é uma empresa que não pode ser esquecida.

“Na Varig eu vive os melhores momentos da minha vida. Eles me deram tudo o que eu tenho, acreditaram em mim, me ajudaram a crescer profissionalmente. Meu primeiro emprego foi lá e eu tenho muito orgulho de ter o nome Varig na minha carteira de trabalho”.


Fonte: PANROTAS